Revista de Los Jaivas

RIO INTERIOR, VÍDEO POEMA Uma declaração de amor aos Reinos da Natureza

Por Eduardo Waack

Profundamente sensibilizado pelas ideias do filósofo espiritualista Trigueirinho (1931-2018), que conheci na capital paulista em 1989, escrevi “Rio Interior” em 2014. Trigueirinho é criador da Comunidade-Luz Figueira, localizada em Carmo da Cachoeira (MG), e autor de “A Morte Sem Medo e Sem Culpa” (1988), “Mirna Jad — Santuário Interior” (1991), “Além do Carma” (1996), “Trabalho Espiritual com a Mente” (2006) e “Consciências & Hierarquias” (2012). Vindos do Cosmo infinito, somos um rio caudaloso a desaguar no grande oceano da Vida. Aqui, na superfície terrestre, temos uma missão a cumprir: semear o Amor universal. Deixando de lado a mentira, a cobiça e o orgulho, sermos pacíficos difusores da Luz. E ao chegar o instante de partirmos rumo a outra morada, termos a certeza de que a colheita será farta, e valeu a pena nosso esforço.

Indígenas venezuelanos, da etnia Warao, são acolhidos no abrigo Janokoida, em Pacaraima.

Filmado por Valéria Chiozzini em fevereiro desse ano, ela que divide a leitura comigo, escolhi registros de diversos fotógrafos da América Latina para compor o plano de fundo. São eles: Ana Mendes, André d’Elia, André Mantelli, Araquem Alcântara, Daniel Klajmic, David Díaz Arcos, F. Charton, Felipe Duran, Kamikia Kisedje, Leandro Taques, Lincoyán Parada, Marcelo Camargo, Milton Guram, Pablo Albarenga, Pablo Piovano, Rogério Assis, Rudi Bodanese, Sebastião Salgado, Tryno Maldonado e Wellington Furlong. As imagens mostram os humildes habitantes de nossa terra, os povos originários com sua consciência indígena interligada aos Reinos da Natureza. A edição deste filme coube a Willian Calera e como trilha sonora incidental utilizamos a música Maestros Indígenas, interpretada pelo Coral de Figueira.