O Rei e Eu

O Rei e Eu

DESCOBRINDO A LITERATURA E OS ESCRITORES

“O Rei e Eu” é o novo livro de Eduardo Waack. Diferente de todos os outros que ele publicou. É biográfico e autobiográfico. Em suas páginas estão presentes nomes como Allen Ginsberg, Ascenso Ferreira, Castro Alves, Jean Genet, Mário Quintana e Olavo Bilac. Ao longo dos capítulos existem histórias que se entrelaçam e ecoam, reverberam, dando unidade à aparente diversidade. Há em cada página uma sensação. Em cada fotografia uma recordação, transmitindo um pouco daquilo que nos ofereceram poetas, filósofos e escritores, que são em nossa existência fonte de luz e harmonia. Como pano de fundo, a experiência pessoal daquele que escreve e compartilha a sagrada mensagem do verbo criativo.

Este livro apresenta de forma clara e acessível a literatura e os grandes escritores  universais. Destina-se a todos os públicos, mas é especialmente indicado para os jovens e aqueles que não tem o costume de ler, inclusive adultos. Ele é praticamente um livro didático e referencial, dividido em capítulos curtos e atraentes. Os livros criam imagens com movimento, peso, textura, cor, odor e sabor, em todas as dimensões conhecidas: largura, altura, profundidade e tempo. Monteiro Lobato imaginou o livro comestível, onde o leitor degustaria as páginas após a sua leitura. Partindo dessa premissa, seu objetivo é incentivar as pessoas a ler e estudar, formando novos leitores, lembrando que o fantástico e a realidade tangível podem se encontrar. As coisas boas da vida nem sempre custam caro, e a imaginação é uma grande aliada da mente evolutiva.

“Busco retribuir um pouco de tudo o que a literatura me proporcionou. As alegrias, emoções, descobertas e aprendizados. Vivemos num tempo onde homens como Rui Barbosa, Machado de Assis, Pablo Neruda, Augusto dos Anjos e outros mestres são ilustres desconhecidos. Vejo as pessoas de meu tempo perdidas em labirintos tecnológicos, buscando o efêmero, envoltas por ilusões consumistas e inúteis, soterradas por toneladas de quinquilharias. É nosso dever indicar o caminho aos que vêm depois de nós. Mostrar o belo, a solidariedade, a força dos ideais e o amor comunitário. Quando alguém me diz que não gosta de ler, ou não tem o costume de ler, eu respondo dizendo que é porque talvez não lhe chegou às mãos o livro certo. Um livro honesto, simples, atraente. Um companheiro de viagens — uma viagem no tempo e no espaço. Que se inicia dentro de nós e se expande para o Cosmos infinito. Este é o propósito de ‘O Rei e Eu’: ser um companheiro de viagens, um confidente.”

Merecem destaque os amigos e parceiros que possibilitaram este projeto tornar-se real, e acreditaram no autor quando tudo ainda era promessa. São eles: Claudio Pecorari, Cristiano Rossi, Enéas Athanázio, Fernando Rossi, Flávio Aloisio Moraes, Jarbas Miguel Tortorello, Luiz Francisco Fernandes (Pelanca), Luiz Roberto Baggio, Nelson Francischini Jr., Sergio Janczeski e Simone Detoni. E as empresas Confecções Elite, JCV Fundição e Peças Agrícolas e Uroclínica Pato Branco.

 – Pedidos e encomendas: eduardowaack@gmail.com.

 – As fotografias que ilustram esta matéria são de autoria da jornalista Eliana Cristina Saraiva. Contato: saraivael@gmail.com.

A %d blogueros les gusta esto: